Formação de preço de venda – Como calcular o preço

É crucial para indústria ou comércio calcular o preço de venda das mercadorias. A primeira etapa para esse processo é obter o custo do produto, como abordamos no post anterior (Como calcular Custos). Após percorrer esse caminho, é preciso identificar os percentuais das despesas que incidem na empresa, como impostos, comissão, inadimplência, entre outros. Outro item importante é identificar o percentual do custo administrativo que, de uma maneira simples, é obtido dividindo os custos fixos (folha de pagamento, custo da energia, aluguel, manutenção) pelo faturamento. Se uma empresa fatura anualmente R$ 500.000,00, por exemplo, e a somatória dos custos fixos é de R$ 170.000,00 (atenção, compra de materiais não entra nessa somatória), os custos administrativo são da ordem de 34%. Essa informação é um parâmetro tanto para calcular o ponto de equilíbrio da empresa como para determinar o preço de venda de um produto. O método que alia praticidade e eficiência para definir o preço de venda é o Mark-up ou simplesmente Markup. Embora possam haver questionamentos sobre precisão dos valores obtidos com esse índice, o Markup é sem dúvidas mais eficiente do que fazer o preço de venda sem critérios. Para chegar ao preço de venda podemos utilizar o Markup Multiplicador ou Divisor. Com qualquer um deles é possível obter o valor de venda. Na prática o Markup é um índice que permite, de forma rápida, chegar ao preço de venda através do custo de qualquer mercadoria. Como calcular o Markup para sua empresa ou linha de produtos? Siga os seguintes passos: Apure todos os percentuais incidentes (Obs: esses nunca serão maior que 100) Some esses percentuais Calcule o...

Formação de preço de venda – Como calcular o custo

A gestão de custos da empresa é importante por muitas razões, a principal delas se refere a tomada de decisões. Para esse requisito também é necessário conhecer a lucratividade, o que passa pelo custo do produto ou serviço. Em regra geral, há dois tipos de custos – fixo ou variável – ambos relacionados a produtos ou serviços. O restante deve ser classificado como despesas ou ainda, em caso de saída para aplicações, temos os investimentos. No seu sistema de controle, planilha ou até mesmo no caderno deve ser apurado, principalmente, o custo variável. Ele é a base para formação do preço de venda (Como calcular preço de venda). No custo variável devem estar inclusos matéria-prima, mão de obra direta e custos indiretos. A matéria prima é o preço de compra acrescido dos impostos ou a somatória de todos os “ingredientes” do produtos, o qual chamamos de composição. A mão de obra só pode ser considerada a direta. Esse custo só existe se for fabricada ou adquirida uma peça ou um serviço (Ex: um serviço de montagem terceirizado, por exemplo. Vamos a um exemplo prático. Imagine que iremos controlar a fabricação de um bolo de fubá. A matéria-prima será a somatória dos ingredientes e a mão de obra o serviço do padeiro, desde que ele seja remunerado pela quantidade de bolos produzidos. Assim poderemos calcular o custo do produto. Item do Custo Unidade Qtde Utilizada Valor Unit. Custo Mat. Prima Custo Mão de Obra Fubá KG 0,6  R$ 3,80  R$  2,28   –   Açúcar KG 0,4  R$ 2,90  R$ 1,16  –   Farinha de trigo KG 0,1  R$ 3,35  R$ 0,34  –   Óleo...