Como realizar integração com Sistema de Nota Fiscal Eletrônica

A dinâmica de faturamento das empresas brasileiras mudou muito desde 2009, que foi quando foi criado o projeto de nota fiscal eletrônica. Nesse curto espaço de tempo também houve mudanças no cenário  tecnológico, com o advento de novas ferramentas, evolução de algumas já existentes, e o uso de novas plataformas de venda tanto on-line como off-line. Em linhas gerais é comum empresas possuírem mais de uma ferramenta de gerenciamento, para prover e controlar as informações de vendas, mas quando se trata de nota fiscal eletrônica, a empresa tem que possuir uma visão única. Então vem o desafio “Como podemos juntar dados de diferentes locais/sistemas para emissão de uma NF-e?” Nosso sistema possui um recurso chamado “Componente de Integração”. Essa forma de integração para a emissão de NF-e é um recurso diferenciado do Gfaz. Com ele o sistema tem a capacidade de ler dados externos ao ambiente dele, ou seja, ele pode conectar-se a outro sistema e obter os dados necessários para a emissão de um documento fiscal. Isso permite sua empresa agilizar o faturamento, ganhando segurança e velocidade na etapa  em que o pedido de venda aguarda a emissão da nota fiscal. Como ele funciona? Como o próprio nome diz, ele é um “Componente”, uma ponte entre o Gfaz Emissor de Nota Fiscal e o seu sistema local ou em nuvem.  Trata-se de um software intermediário que o operador não vê, o único efeito que o operador percebe é que ao pressionar o botão “Confirmar”, os dados para emissão da NF-e surgem na tela. O processo é: o componente conecta-se no software de origem e inicia a procura de...

Nota Fiscal – Cálculo automático de impostos

O Brasil possui um sistema tributário que, além de ter uma carga tributária enorme é o que podemos chamar de “muito complexo”. Uma sopa de siglas (ICMS, IPI, PIS, COFINS, CST, NCM CFOP e assim vai), sem contar que na indústria você ainda acrescenta o “ST” e passa a ter ICMS ST, IPI ST, etc. Cada unidade da federação com regras e alíquotas diferentes entre si, e também com o regime tributário da empresa ou o tipo do destinatário podendo mudar todo o cenário. É para confundir qualquer um! Só essa complexidade já deixa o processo de faturamento demasiadamente lento, e o pior, incerto pois o colaborador “A” pode emitir uma nota para um cliente com um tipo de tributação e no próximo faturamento, que deveria ser idêntico, o colaborador “B”pode realizar totalmente diferente. É um caso comum quando um colaborador sai de férias e outro assume temporariamente o setor. O grande problema é que isso gera uma incerteza nesses documentos, que podem ser questionados até 5 anos após sua emissão. Como resolvemos essa questão? Criamos uma série de parâmetros que permitem cada empresa adequar o cálculo de tributos conforme as instruções do contador e, após definidos, todas as notas assumem esses parâmetros para a emissão dos documentos. Cito alguns métodos utilizados: Cruzamento de NCM vc CFOP: Os parâmetros são definidos no NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) em função do tipo da operação (CFOP), então esse recurso evita que você tenha que especificar produto por produto quais as características da tributação, bastando informar no produto o seu NCM, dessa forma nosso sistema identifica como preencher a nota devidamente. Tributação...

5 formas para automatizar a emissão de notas do seu e-commerce

Se você chegou a esse post, significa que você tem um “bom problema” para resolver. Sua loja virtual está tendo muitos pedidos e está tomando muito tempo para emissão da nota fiscal. Então parabéns!  como eu disse esse é um problema bom, muitas lojas desejam chegar nesse estágio, e nós podemos ajudar. Nossa solução para emissão de NF-e é totalmente online. Você pode escolher um plano que deixa toda sua experiência ilimitada, tanto quantidade de usuários, como quantidade de notas. Diversos recursos  poderão ajudar você a emitir rapidamente a NF-e. Dentre eles um recurso imprescindível é o cálculo automático de impostos, vital para ter agilidade e principalmente segurança. O Gfaz está apto e equipado com rotinas que permitem adequar o faturamento a qualquer cenário. (Leia sobre o Cálculo Atuomático de impostos) Agora, com a questão dos impostos resolvida, você precisa fazer seu pedido gerar uma nota fiscal. Abaixo listamos 5 formas para fazer: Componente de integração: Consideramos a forma mais simples e eficiente de integração existente. Esse recurso torna o Gfaz uma ferramenta única, com ele podemos ler dados de outros sistemas, ou seja, ele pode conectar-se em sua loja virtual e obter os dados necessários para a emissão de um documento fiscal. E tudo o que o operador tem que fazer é apertar um botão. (Conheça Aqui o Componente de Integração) Emissão com dados de uma  planilha do Excel: com esse recurso você pode exportar os dados para uma planilha ou simplesmente realizar um “copiar e colar” (Ctrl+C e Ctrl+V)  de seus pedidos para o nosso modelo em MS Excel. Ao fazer o  upload da planilha você já...

Sistema Gestor oferece vantagens ao substituir emissor gratuito de Nfe

O emissor gratuito auxilia várias empresas a estarem adequadas ao processo de emissão de nfe. Agora a secretaria da fazenda de SP que foi a precursora desse software informou a descontinuidade do emissor a partir de 01/01/2017*. E agora o que eu faço? Sua empresa não vai parar por esse motivo, então é hora de escolher um novo sistema para substituir o emissor gratuito do governo, porém será mais interessante ao substituir agregar facilidades ao dia a dia. A Sistema Gestor, fornece o GfazNfe que é capaz de emitir notas sem a necessidade de instalar nenhum software no computador, a emissão é totalmente on-line, permite que vários usuários devidamente identificados emitam notas em vários computadores simultaneamente. O Gfaz conta com a digitação manual de uma nova nota, mas oferece facilidades como: nova nota com base em uma existente (Duplicar), emissão por planilha do excel, via arquivo TXT, espelhar nota de retorno/devolução com nota do fornecedor ou cliente ou ainda com um arquivo XML. Destaca-se no Gfaz o cálculo automático de tributos e o arquivamento de notas fiscais emitidas e as recebidas de terceiros  (ex: Nota de fornecedores). Garante que sua empresa preencha sempre corretamente a nota e  tenha condições de estar em dia com as obrigações fiscais de arquivamento do documento. Outro ponto destacado por nossos clientes é a facilidade para emissão de notas de entrada “Importação”. E meus dados, como eu faço?   O Gfaz é capaz de importar do Emissor gratuito, todo o cadastro de produtos, clientes e todas as notas que você possuir em arquivo XML (mesmo as mais antigas). Assim não será necessário redigitar seus dados ...

Sistema Gestor no programa Feiras e Negócios

O GFaz Nfe, software criado para atender pequenas e médias empresas na emissão de notas fiscais, notas fiscais eletrônicas e CTe, chamou a atenção do programa de televisão Feiras e Negócios, exibido na BandNews. O apresentador Carlos D’Goes trouxe detalhes sobre o GFaz Nfe e falou sobre as soluções oferecidas pela Sistema Gestor em um programa especial sobre a Feira do Empreendedor realizada pelo Sebrae entre os dias 7 e 10 de fevereiro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. “A Feira é, sem dúvida, uma excelente oportunidade para apresentar nossos produtos e serviços e gerar novos negócios”, afirma Matheus Fernando da Costa, diretor da Sistema Gestor. “Nossa participação do programa ampliou ainda mais nossa exposição. Pudemos apresentar nossas soluções a um número ainda maior de pessoas.” Produtos como o Gestor.Company, software modular que pode ser adquirido via BNDES, e a Fábrica de Software foram apresentados aos empresários e visitantes da feira no estande da Sistema Gestor. Programa Feiras e Negócios O programa Feiras e Negócios acompanha as principais feiras do país e leva aos empreendedores informações sobre novos negócios, franquias e turismo. O programa é exibido semanalmente na BandNews, TV Geração Z, TV Aberta São Paulo e Lagos...

Problemas com atualização do java ao emitir Nfe?

O java é uma tecnologia utilizada para desenvolver aplicações, como ele é possível programar Sistemas, Jogos e Utilitários  com uma infinidade de recursos incluindo o emissor gratuito de Nfe. É uma ótima tecnologia, o problema fica por conta das constantes atualizações de segurança. Que vem a tona geralmente quando a gente mais precisa de agilidade, por exemplo quando vamos emitir uma nfe. O que fazer para  evitar que todas vezes que for utilizar o emissor de nfe, seja necessário atualizar o java? O java não é exclusivo para o emissor de nfe, muitos outros programas o utilizam e podem precisar de novos recursos que passam a estar disponíveis nessas versões atualizadas, porém o principal motivo para as atualizações é com relação a segurança. Sempre que uma pessoa mau intencionada encontra uma vulnerabilidade no Java ele desenvolve algum programa malicioso (vírus, por exemplo) que pode danificar seu equipamento ou oferecer outros tipos de riscos como o acesso não autorizado ao seus dados. Então o processo de atualização é realmente necessário.   É possível evitar esse processo? Há como desativar o update, mas essa não é uma ação recomendada. As atualizações do Java realmente podem deixar a atividade um tanto quanto burocrática ou demasiadamente técnica, além do conhecimento do operador do computador. A melhor maneira de evitar essa dificuldade é utilizar outros tipos de tecnologia que não utilizam esse recurso.   Com o Gfaz posso deixar de utilizar o java? Sim, o Gfaz é uma tecnologia totalmente on-line, e não requer nenhum tipo de processamento em seu computador e não tem o Java como pré...